sábado, 10 de janeiro de 2009

PONTE(BA) - Calistoga na lista de Dez discos de 2008

O novo blog baiano Ponte aponta o disco Normal People´s Bigade da banda potiguar Calistoga como um dos 10 melhores discos de 2008.

confira a lista dos caras:

Em seu primeiro post, o PONTE já desliga o desconfiômetro e tem a pretensão de listar seus 10 melhores discos nacionais de 2008. São eles:


kamau-non-ducor-duco-20082

1 - Kamau | Non Ducor Duco

O disco do mc paulista conta com 17 faixas de rap. Rap puro mesmo. E desse jeito, Kamau conseguiu fazer música bem feita até mesmo para aqueles mais atrasados que ainda acham que o rap não é música. Produções de alto nível, rimas inteligentes, participações que realmente somam no conteúdo do disco e scratchs e colagens bem encaixados conduziram o rapper a lançar um álbum que já pode ser considerado um clássico.


39532

2 - Curumin | Japan Pop Show

O samba-rock continua predominando, mas em Japan Pop Show, Curumin colocou o ritmo consagrado por Jorge Ben (que parece continuar sendo grande influência nesse disco) para conversar melhor com o funk, rock, rap, samba e uns barulhinhos experimentais pra lá de agradáveis.


m_e19ba10d0df8ed95a727cd89dad63b34

3 - Sonantes | s/t

União musical da cantora Céu - que, aqui, comprova mais uma vez ser uma das vozes mais belas da nova geração de cantoras brasileiras - com instrumentistas da Nação Zumbi e Instituto. Ritmos latinos, música brasileira,participações de Siba e Bnegão e vai por aí. Até o momento, o disco lamentavelmente ainda não foi lançado no Brasil, só na gringa.


m_c29c4a68b1944b13b1d50c34d317647e

4 - Daganja | Entre Versos e Prosas

Disco de estréia do mc baiano que mostra o alto nível do rap de seu estado. Com uma levada bastante original, Daganja manda suas rimas positivas em cima de beats bem escolhidos e que dão uma cara bastante brasileira à musicalidade do disco. É daqueles cds cujas faixas fluem sutil e facilmente no player, da primeira à última.


68522191

5 - Polara | Inacabado

Infelizmente, as músicas desse disco não tiveram tempo de chegar a um cd físico. Antes disso acontecer, a banda acabou. Mas deixou de presente mais este registro que só confirma a qualidade anteriormente mostrada no “Tempestade Bipolar” e no split com o College. Basta que você escute a música “Empate” para ter a prova disso.


1222968710668_f

6 - Calistoga | Normal People´s Brigade

Feliz surpresa vinda de Natal/RN, o disco traz um rock sem firulas e com nítida influência de bandas como At the Drive-in e Foo Fighters. O resultado é realmente surpreendente e certamente ainda vai causar barulho em diversos cantos do país. Mantenha seus ouvidos atentos!


images

7 - 3namassa | Na Confraria das Sedutoras

Com vozes de beldades como Céu, Thalma de Freitas, Cyz, Pitty, entre outras, fica até difícil fazer um disco ruim. Mais ainda quando se tem Pupilo e Dengue (Nação Zumbi) junto com Rica Amabis (Instituto) cuidando da parte instrumental. Prazeroso até o talo!


imagesa

8 - Funkero | Poesia Marginal Mixtape

Apenas uma mixtape, a qual mostra o encontro entre o rap e o funk carioca em seu estado mais digno. O MC Funkero deixou a influência dos bailes funks cariocas permearem suas letras e musicalidade e produziu um material ímpar, pra deixar a caduca mesmice do rap se matando de desprezo.


imagess

9 - Macaco Bong | Artista Igual Pedreiro

Dez faixas de rock instrumental intenso e nervoso. O disco do trio de Cuiabá/MT é mais uma prova da boa qualidade de bandas instrumentais contemporâneas no Brasil. Em “Artista Igual Pedreiro”, ainda se encontra espaço para passagens hardcore e metal, tudo muito bem encaixado e executado.


md2_cover

10 - Marcelo D2 | A Arte do Barulho

Marcelo D2 parece ter feito as pazes com sua inspiração. É o que indica as músicas de “A Arte do Barulho”. Sem aquele papo chato de “eu misturei rap com samba”, o disco soa bem mais honesto e alcança um nível musical e lírico o qual não se via no trabalho do rapper carioca desde seu primeiro registro solo, “Eu Tiro é Onda”. As músicas possuem uma roupagem que parece louvar a velha escola do rap. “Desabafo” é irresistível e a veia rock dos tempos de Planet Hemp parece ter achado um lugarzinho na faixa-título e em “Vem comigo que eu te levo pro céu”.

2 comentários:

lucasgomesz disse...

Parabéns aeee

pelo sexto lugar

11 de janeiro de 2009 10:39
Raphael disse...

Parabéns galera, merecidíssimo!

14 de janeiro de 2009 06:56