quinta-feira, 6 de agosto de 2009

[Resenha] Dr. Carnage - Estilo Brucutu





Banda recente no cenário potiguar e que de começo resolveu lançar logo um EP com cinco faixas, uma ótima idéia, dá pra se ter melhor uma noção da proposta real da banda assim do que lançando apenas uma canção, de início me disseram "Parece Matanza!" banda que eu particularmente nunca gostei, na verdade nunca nem aturei, já fui ouvir com um pé atrás e os caras conseguiram me surpreender, lembra matanza? Sim! em alguns riffs e passagens mas sabe o que é melhor? me fez abrir um sorriso no rosto como quando eu ouvi o primeiro trabalho dos Raimundos, o fator chave aqui é a diversão, as letras são engraçadas e a proposta da banda é essa, vamos partir pras faixas de forma mais detalhada:

1 - Estilo Brucutu - A música que dá nome ao EP começa com um riff que lembra a trupe do Jimmy London, mas depois que entra tudo eu esqueci isso e me lembrei muito do primeiro álbum do Raimundos, o título é meio que auto-explicativo, fala do tipo de cara bruto e tal, ótima pra início do EP.

2 - O Padre Füdeüs - Essa começa com uma vinheta do comediante paraibano Zé Lezin, vai na onda da última música, hardcore rápido com letra engraçada que fala do famoso "Bordel de cidade pequena" e como os padres atrapalham o movimento (?), vai me dizer que não resgata aquela história de falar do nordeste criado pelos Raimundos? comparações são chatas, mas influências podem ser negativas ou positivas, nesse trabalho é o segundo caso.

3 - Mortícia - Essa começa com um riff mais lento mas logo a velocidade aumenta e fica num vai e volta entre lento e rápido, foi a música que eu menos gostei, tem um refrão legal mas não é tão impactante quanto as outras canções, achei o ponto fraco do trabalho, não senti empatia por essa música.

4 - Vampiro de Buceta - O Disco volta a acelerar nessa canção, ok ok, ela lembra muito "Pitando no Kombão" dos Raimundos, ela é curta e não tem muito o que comentar, só esse arranjo que ficou muito parecido, não achei isso é legal e veja que a melodia é boa.

5 - Forasteiro - Vindo de duas quedas eles conseguem se levantar muito bem nessa, só a letra já é uma coisa de outro mundo, ela fala de um cara de fora da cidade que se mete em várias confusões (não é sessão da tarde) por se meter com mulheres erradas, ela tem um jeitão mais Country e refrão ganchudo, ótima para finalizar.

A Banda é nova mas possui integrantes mais antigos de bandas, eu tenho uma teoria que você só pode ter uma opinião sobre a banda depois do seu terceiro trabalho (seja CD ou EP, qualquer compilação que possa-se notar uma evolução ou involução serve), com o tempo as influências serão dissolvidas e o som deixará de ser comparado com "A" ou "B", as letras são ótimas e possuem boas sacadas, mas isso já era esperado já que o letrista/vocalista é Antônio Garrafinha que faz parte também do Fliperama e já mostrou que entende da cartilha, para quem curte um hardcore descompromissado com letras engraçadas é um prato cheio.

Por Vinícius D'Luca


Download

2 comentários:

Bianca disse...

Dr. Carnage é uma banda do caralho!!!! Tem a influência das melhores bandas do Brasil: Raimundos e Matanza!! E consegue, ainda, mostrar personalidade própria através de letras devassas, retratando o Nordeste do nosso país com bastante humor!!!!
Dr. Carnage é uma banda que particularmente nunca vi parecida no cenário do rock natalense e que promete muitas outras músicas excelentes!!!!
Ficamos no aguardo do próximo EP, na torcida que venha com tanto humor e maestria quanto no primeiro!!!!!
Da fã nº 1 da banda!!!
BF

8 de agosto de 2009 15:21
Antonio disse...

Só fazendo uma breve correção.

A maioria das letras quem escreve é o guitarrista Felipe.

Garrafinha

11 de agosto de 2009 03:03